Hey, man!

Esteja sempre atento...afinal: "Nós vamos ceifar você"
Atenciosamente: SoD


13 de out de 2010

Preconceitos...

"Knux uses Phoenix Down"

Esse é um tema que gostaria de falar a um bom tempo, e já vinha ensaiando algumas coisas, mas nunca tive a iniciativa de escrever tudo. Andei lendo dois ótimos posts sobre o assunto. Se bem que o foco de ambos é um pouco diferente, mas se refere ao assunto.
Seguem:
Portallos - Sobre a edição de cores/raças de personagens em desenhos infantis.
http://www.portallos.com.br/2010/10/13/polemica-racismo-e-o-falso-moraliso-ate-mesmo-nos-inocentes-desenhos-animados-reflexao-desabafo/
O Movimento - Preconceito entre nerds/otakus pelo conhecimento (ou falta de).
http://moviment0.wordpress.com/2010/10/13/discriminacao-por-conhecimento/

O que vou falar no post de hoje é sobre o preconceito dentro de grupos que sofrem preconceitos.
Engraçado pensar assim, não é? Ou seria o certo? Outro dia passou na Rede Bandeirantes, no programa "A Liga" uma reportagem sobre tribos sociais. Além da cena das cosplayers falando ao Rafinha Bastos que não existe idade para sonhar, então não existe idade para se vestirem com cosplay. Achei fantástica a colocação delas. Existe outro momento que achei foda. Rafinha Bastos está na galeria do Rock, entrevistando pessoas de todos os tipos de "tribos" (roqueiros, metaleiros, hiphop, rappers, punks, emos, e whatever more...), e chega em um cara que acho que era metaleiro e... segue mais ou menos o diálogo:

Rafinha: - Você sofre preconceito por ser "metaleiro"?
Cara - Sim, as pessoas nem me conhecem e me chamam de viadinho...

Rafinha - O que você acham sobre os emos?

Cara - São todos viadinh.... ahm, é....

Poxa, o cara que respeito com o gosto musical, de roupa e estilo mas não tem um pingo de respeito pelos que são de outra "tribo". Afff...
Muita gente acha errado esse rótulo de "tribo", parece que separa as pessoas. Eu já acho que não. Isso junta pessoas parecidas. O que me revolta é isso ser usado para agredir outros ou criar uma segregação. Isso é uma merda...

Outra coisa que percebi, é o preconceito dentro de tribos. Sim, isso também acontece. Como não sou muito defensor de Star Wars, Startrek, Senhor dos Anéis, matrix e outros ícones nerds, vou falar apenas de uma situação que eu mesmo já passei.

Não é segredo para ninguém aqui no blog que sou fã de tokusatsu. Já fiz tópicos de Kamen Rider e Super Sentai, e já assisti Ryukendo e alguns episódios de Ultraman. Acho muito legal esse tipo de seriado. Esse estilo de série se encaixa na cultura otaku. Mas otakus-animes subjulgam adoradores de Tokusatsu. Já vi uma amiga minha defender de tudo quanto é jeito que anime, mangás e cosplay não são coisas de criança, mas quando eu falava (ou tentava falar) de tokusatsus, ela insistia em ser coisa de criança. Não que alguns não sejam, mas ouvir esse tipo de comentário de alguém que defende outras áreas da tribo otaku, é realmente brochante. É não consegui achar outra palavra para tal...

Robôs gigantes lutando contra monstros de borracha
igualmente gigantes numa cidade também são legais o/


Por isso eu acho uma "puta falta de sacanagem" essa história toda de preconceito ou ofensas contra pessoas que curtem músicas/séries/livros diferentes que você e seus "miguxos" curtem. Fica ai minha mensagem e quem sabe um próximo post nesse estilo. Eu gostei, e vocês?

Nenhum comentário: